Private Bank ou Family Office: qual utilizar?

Overclub Falily Office

Private Bank ou Family Office, você sabe a diferença?

Sou Walter Moreira, fundador do Overclub Family Office, e esse é o tema que a gente vai falar hoje.

Antes de a gente saber qual é melhor, qual faz mais sentido, é importante saber um pouco sobre Private Bank. O que o Private Bank faz, o que é, quais são as vantagens, quais são as desvantagens.

Sobre o Family Office não vou falar por que nos outros vídeos e artigos já tem essa informação.

Se preferir, ouça o Podcast

Se preferir, assista ao vídeo

 

O que é Private Bank

O Private Bank é a segmentação máxima dentro de um banco. Então, os maiores clientes de um banco estão lá. Para você ser um cliente Private a ANBIMA coloca como regra que você tem que ter acima de 1 milhão de reais, mas normalmente, o que a gente vê nos Privates é que eles exigem valores acima disso, entre 3 e 5 milhões.

Normalmente, eles aceitam também familiares, esposa, marido, filhos, também podem fazer parte desse valor para chegar a ser cliente de um Private.

Além disso, você tem dentro de um Private Bank, soluções diferenciadas, produtos diferenciados que eles não oferecem para os outros segmentos do banco. Eles tem uma gestão especializada lá dentro.

Vantagens de Utilizar um Private Bank

Dentro de um Private, você conta com um time qualificado e especialista em investimentos. Aliás, dentro de um Private Bank, é onde você tem uma das maiores concentrações de profissionais CFP, uma certificação para planejadores financeiros.

Você conta com um Banker, um Private Banker e ele é seu canal, é onde você vai conseguir acessar diversas áreas dentro de um Private Bank. Você vai conseguir acessar assessor de investimentos, especialistas em planejamento patrimonial, soluções internacionais, soluções de crédito, vai ter um comercial para te ajudar com as operações de crédito do dia a dia.

Além disso, você tem alguns mimos como, por exemplo, acesso à sala VIP, cartão de crédito black, entre outras coisas.

Porém, nem tudo são flores, então tem alguns pontos que merecem atenção:

Conflito de Interesses

Um ponto que eu considero importante é o conflito de interesses que tem dentro do Private. Por que se você olhar, se você for um cliente do Private, olhe sua carteira, provavelmente você vai ter bastante, mais de 40% dos seus investimentos da própria instituição.

Isso é bem comum, então, em um estudo que a ANBIMA publicou em julho de 2020, se a gente pegar os quatro maiores bancos, Bradesco, Itaú, Banco do Brasil e Caixa, aproximadamente 70% dos ativos que esses bancos têm em custódia são do próprio banco.

Um dos pontos que o banco é muito bom, é no crédito, é emprestar dinheiro. E para o banco ter um lucro, quanto mais barato ele conseguir captar esse dinheiro, maior o lucro dele, faz sentido?

Quando os bancos alocam recursos dos clientes em produtos próprios, da própria instituição, isso pode gerar um potencial conflito de interesses, como eu já disse antes.

O ponto é, para vocês terem uma ideia, um estudo da ANBIMA diz que, aproximadamente, 50% da alocação de recursos de um banco, no segmento Private, vai para fundos de investimento, sejam fundos abertos, sejam fundos exclusivos. Dessa parte, se o banco investe uma grande parte disso em fundos próprios, isso gera um possível conflito de interesses, por que o cliente pode estar pagando muito mais do que deve.

Além disso, outro veículos, outros ativos, por exemplo, ativos em valores mobiliários, se o banco fizer dentro da sua própria corretora , talvez o cliente esteja pagando uma taxa ou uma corretagem maior do que pode ser oferecida no mercado.

Visão Global x Visão Pontual

Outra desvantagem que eu diria do Private Bank é a diferença entre um olhar global e uma visão mais pontual, que é o que acredito que dentro do Private Bank você tenha.

O Private Bank tem uma arquitetura aberta e tem soluções globais. O ponto é, as recomendações normalmente são baseadas dentro do patrimônio administrado dentro daquele Private Bank. Então se você tiver 100% do seu patrimônio lá dentro, você vai ter uma solução global.

A consolidação de carteira, por exemplo, para que você consiga gerenciar, será consolidado dentro daquele próprio banco e não em outras instituições. Consolidação, por exemplo, de imóveis, você não vai ter. Então, a recomendação patrimonial pode ser pontual e não global, caso você não tenha todo o recurso dentro daquela instituição.

Falei algumas vantagens e algumas desvantagens que você pode ter no Private Bank, e agora acho que fica um pouco mais fácil para você tomar uma decisão entre ter um Private Bank ou participar de um Multi Family Office.

Private Bank ou Family Office

Basicamente, para concluir, eu acredito que se você gosta do mercado financeiro, gosta de entender sobre política, economia, gosta de ter uma participação mais ativa na sua carteira de investimentos, gosta de estar junto com seu Banker e ajudar ele a decidir quais ativos alocar ou não alocar, se você quer ter 100% do seu patrimônio naquela instituição para você não ter nenhum tipo de problema nesse ponto, se você já tem um planejamento tributário, já tem um planejamento sucessório, precisa de uma segunda opinião, enfim, se você quer fazer uma coisa mais ativa, eu acredito que um Private Bank seja uma ótima escolha e vai estar muito bem atendido se for nesse caminho.

Porém, se seu estilo é montar um planejamento patrimonial global, implementar ele, delegar esse plano, e depois ter como checar, se você não tem tempo, não gosta, não quer se dedicar a entender mais sobre o mercado financeiro, acompanhar a economia e a política, se você quer um gerenciamento, uma consolidação global dos seus investimentos, estejam eles no Private Bank, estejam onde estiverem, se você precisar de uma conciliação imobiliária, por exemplo, e diretrizes para saber como que eles se comportam e se fazem sentido dentro de um planejamento global, talvez você precise de uma outra estrutura que vai olhar seu patrimônio de uma forma global, independente da localização, então aí talvez faça mais sentido para você ir para um Family Office.

Acredito que com essas informações você agora esteja apto a tomar uma decisão do que é melhor e faz mais sentido para você.

Se você gostou desse conteúdo, comenta aqui embaixo, ou algum outro assunto que você gostaria, se inscreve no canal do Youtube e até a próxima.

Compartilhe:

Publicado por

Walter Moreira Neto, CFP®

Graduado pela Macquarie University (Business) e Masters em International Business pelo International College of Management Sydney (ICMS), morou em Shanghai, China, onde concluiu sua tese "Real Estate in China" pela Fudan University.
Sócio-fundador do Overclub Family Office e Ryde Corretora de seguros, é Consultor de Valores Mobiliários autorizado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e Planejador Financeiro, CFP®️

Overclub Falily Office

Deixe um Comentário