Porque os investimentos mais rentáveis são os piores para o investidor

Postado em
Overclub Falily Office

Vamos entender quais são os investimentos mais rentáveis, ou quais foram os investimentos mais rentáveis.

Este gráfico, tirado de um livro chamado “Ações para o longo prazo”, mostra exatamente as diferentes classes de ativos e como se comportaram ao longo do tempo.

Investimentos

 

Se preferir, assista ao vídeo

 

Podemos ver as Stocks (ações), disparadas, foram as que entregaram o maior resultado, desde 1802.

Então, podemos simplesmente pensar que basta escolher uma boa classe de ativos, (como as ações) e deixar para o longo prazo garantindo um resultado muito interessante.

Este gráfico leva a algumas interpretações não tão corretas. A primeira coisa que vemos neste gráfico, que vai de 1802 a 2012, é que ninguém tem 200 anos, porém muitas pessoas possuem 10, 20 ou 30 anos de investimentos.

Este gráfico diz, basicamente, que o sucesso no longo prazo vem de esperar, ou seja, de ter um bom tempo permanecendo investido.

Temos uma estatística muito interessante, falando do mercado norte americano, que em qualquer janela que pegarmos o S&P500, o investidor nunca teve um resultado negativo. O pior resultado desse investidor foi 2% ao ano, e quem teve 30 anos para ficar investido em qualquer janela dentro desse período, teve um resultado de aproximadamente 8% ao ano, ou seja, permanecer investido é, sem dúvidas, um dos maiores aliados do investidor.

Investimentos no Longo Prazo Trará Bons Resultados?

Sim e Não. Se estivermos falando de um mercado tão evoluído como o dos EUA, provavelmente sim, pois historicamente falando, as estatísticas estão aí para provarem isso.

Agora se ficarmos investidos durante 30 anos em um mercado como Venezuela, por exemplo, ou como a Argentina, será que teríamos esse mesmo resultado? Não necessariamente em todos os mercados você vai conseguir ter esse tipo de resultado.

Além disso, quando um mercado cai, ele cai por algum motivo e não são todas as pessoas que conseguem permanecer investidas.

Se pegarmos os acontecimentos atuais, do coronavírus, por exemplo, o mercado caiu de uma forma muito rápida, porque as expectativas de crescimento eram terríveis e não tínhamos luz no fim do túnel, não tínhamos a menor ideia do que poderia acontecer no futuro, se as empresas iriam quebrar, se elas tinham dinheiro suficiente para continuar suas operações ao longo do tempo.

Então é muito difícil a pessoa ter paz e entender exatamente o que está fazendo para permanecer investido durante muito tempo. Um exemplo disso:

Em 1929, Dow Jones, se formos falar de novo dos EUA, ficou sem entregar nada de resultados, ou seja, 25 anos com os investidores sem ganhar nada. Você conseguiria ficar 25 anos sem ganhar nada com seus investimentos e ver algumas pessoas do lado ganhando dinheiro?

Não precisamos ir muito longe, a Amazon, por exemplo, algumas vezes caiu em 50% e uma vez caiu 90%. A Apple já caiu 50% duas vezes, Dow Jones já caiu quase 90%. Se formos para a bolsa brasileira, de 2008 a 2017, não entregou nada de resultados para o brasileiro e o EWZ, nos últimos 20 anos, também não rendeu nada. Então, como é que o investidor pode ter a capacidade e frieza de ficar investido durante muito tempo? É muito difícil fazer isso na prática.

Se for um grande investidor, do tipo experiente que já faz isso, tudo bem, mas quem não é investidor há muito tempo, que passou por diversos momentos na história, é difícil acreditar que essa pessoa vai ter paz de espírito e conhecimento para conseguir permanecer investido e ter um resultado interessante no longo prazo.

Então, se ficarmos investidos de um mercado maduro durante um bom tempo, as chances são altas de um resultado interessante e que justifique permanecer investido.

Estratégias para Permanecer Investido no Longo Prazo

Como fazer isso uma vez que existem períodos em que o mercado cai muito e provavelmente o investidor não vai aguentar? Como conseguir ter frieza ou estratégias para ficar investido mesmo em um cenário catastrófico?

Existem algumas estratégias, segundo a Fidelity. Existem duas formas, ou seja, através de um estudo eles descobriram que tem dois tipos de grupos: as conta inativas, daquelas pessoas que não mexiam no dinheiro (simplesmente tinham uma rentabilidade maior) e pessoas que já haviam morrido.

Pensando nisso, o mercado financeiro não é o jogo de quem tem o QI mais alto, mas sim daquelas pessoas que conseguem ter um psicológico mais forte. As pessoas que morreram não mexeram na conta e as inativas também não.

Em um outro estudo, feito com mais de 8 milhões de pessoas, constatou-se que as mulheres investem melhor do que os homens. Por que isso? Basicamente porque elas não mexem na carteira o tempo inteiro e fazem bons investimentos e permanecem neles no longo prazo.

Outras Estratégias

Se formos olhar os maiores bilionários do mundo, o que de fato eles fazem?

Normalmente, a primeira coisa é que eles sabem o que estão fazendo. Estudam e são um dos dois tipos de investidores, ou são investidores empreendedores ou investidores defensivos.

O investidor, sabendo o que está fazendo e sabendo que tipo de investidor ele é, vai conseguir ter muito mais tranquilidade para permanecer investido durante um prazo maior.

Leia o artigo: Gestão Passiva ou Gestão Ativa: Qual a Melhor?

Uma segunda estratégia para o investidor conseguir permanecer investido, é ter certeza que ele fez um investimento para o longo prazo, mas esse investimento não está usando a reserva de emergência, ou seja, é realmente um valor que ele não vai precisar.

Nesse sentido, é preciso pensar nas transições que irão acontecer ao longo da vida, em quanto vai precisar de dinheiro para um filho casar, para ir morar fora, comprar uma casa, por exemplo. Depende das ambições que esse investidor terá e, por isso, é muito importante que o dinheiro, que é para o longo prazo, não se misture com a parte do patrimônio que irá sofrer resgates por conta dessas transições.

Normalmente quando montamos um Planejamento Patrimonial tentamos dividir em 3 caixinhas:

  • reserva de emergência (aquela em que algum momento você precisará utilizar);
  • objetivos ou propósitos de vida (quer trocar o carro, comprar uma casa, fazer uma grande viagem);
  • valor para longo prazo (valor que não será mexido de forma alguma).

Assim, existirá uma possibilidade muito maior para que o investidor possa permanecer investido, mesmo quando o cenário não seja favorável, no longo prazo. Isso provavelmente vai gerar muito valor agregado no futuro.

Os investimentos mais rentáveis proporcionam os piores resultados

Basicamente, para ser um investidor de sucesso, é muito mais importante ter uma psicologia, o mindset do investidor de sucesso, a ter habilidades técnicas. Essas correspondem a uns 20% do sucesso do investidor. Os outros 80% são definidos pela maneira como o investidor se porta perante as diferentes situações que ele encontra ao longo da sua jornada como investidor.

Absorver conteúdos, ler livros sobre a psicologia do investidor, entender o comportamento do investidor, fará a diferença na hora de obter sucesso como investidor ou não.

Não importa a pessoa estar no melhor investimento. Um estudo revelou que um grande investidor chamado Peter Lynch, onde de 1987 a 1990, Peter foi o gestor de um fundo chamado Magellan e conseguiu quase 30% de rentabilidade ao ano.

Porém, os investidores acabaram perdendo dinheiro ou não ganhando nada nesse fundo, porque a tendência do investidor em investir depois que o fundo tinha uma alta rentabilidade e vender os investimentos quando o fundo tinha uma performance ruim, era a tônica naquele momento, mas os investidores faziam o contrário, compravam na alta e quando o fundo caia, eles simplesmente resgataram, porque achavam que o fundo não era bom.

De novo, permanecer investido foi muito mais importante para aferir a rentabilidade de 30% ao ano no fundo do Peter Lynch. É preciso ter calma para conseguir fazer isso.

O que vai fazer o investidor ter rentabilidade acima da média é permanecer investido em boas empresas compradas a bons preços.

Outros Exemplos

Um outro fundo, da época de 2000, que os americanos chamam de década perdida pelo fato do S&P ter caído 1% ao ano nessa época e não gerou retorno para nenhum investidor, mas teve um fundo de um gestor chamado Ken Heebner, que entregou 18% de rentabilidade anual para os investidores em uma época onde o S&P caiu 1%.

Mas será que os investidores desse fundo ganharam dinheiro?

Não. Foi ainda pior que o fundo do Peter Lynch, porque normalmente esses investidores investiam no fundo depois de uma alta generalizada e após grandes quedas os investidores tiravam todos os recursos desse fundo.

Então, mesmo o fundo tendo um resultado de 18% ao ano, os investidores desse fundo perderam 11% ao ano.

Esses são dois exemplos, mas existem diversos em que os investidores que ficam pulando de galho em galho, tentando escolher o melhor investimento e mesmo quando escolhem os melhores investimentos, não conseguem os melhores resultados.

O que fazer então?

Já dizia Charlie Munger, sócio de Warren Buffett: “depois que você encontrar um bom investimento, a melhor coisa que você pode fazer é sentar e esperar.”

Aliás, 80% das vezes, a melhor estratégia é você sentar e esperar. Olhando para uma alocação de recursos o ideal é você montar uma alocação estratégica e entender exatamente qual o percentual de cada classe de ativo que você quer ter e simplesmente rebalancear a carteira ao longo do tempo.

Para quem quiser saber mais sobre estratégia de rebalanceamento de carteira, quem ficou muito popular foi David Swensen, o gestor da faculdade de Yale, que faz exatamente esse modelo de rebalanceamento de carteira e é isso, de fato, que vai fazer permanecer investido e ter esse resultado mais acelerado ao longo do tempo.

Se você investe procurando dicas de amigos, matérias em revistas do tipo: “onde investir em 2021”, ranking de fundos para investir, ou se você entra na onda do seu gerente ou do seu banker, ou investimento da moda, entenda que não é isso que vai transformar você em um investidor de sucesso.

Preste atenção à esta frase: “Investir deveria ser como olhar a grama crescer ou ver a tinta secar, se você quer adrenalina, pegue 800 dólares e vá para Las Vegas”. Paul Samuelson

Leia também: Offshore: A Importância da Diversificação de Investimentos

Siga nosso Instagram: @overclubfamilyoffice

Cadastre-se no nosso canal do Youtube

 

Fale Conosco

Compartilhe:

Publicado por

Walter Moreira Neto, CFP®

Graduado pela Macquarie University (Business) e Masters em International Business pelo International College of Management Sydney (ICMS), morou em Shanghai, China, onde concluiu sua tese "Real Estate in China" pela Fudan University.
Sócio-fundador do Overclub Family Office e Ryde Corretora de seguros, é Consultor de Valores Mobiliários autorizado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e Planejador Financeiro, CFP®️

Overclub Falily Office

Deixe um Comentário