Offshore: A Importância da Diversificação de Investimentos

Overclub Falily Office

Vale a pena fazer diversificação de investimentos, será que faz sentido?

Hoje vou falar um pouquinho sobre os benefícios. Segundo, Harry Markovitz, ganhador do Prêmio Nobel, criador da teoria moderna do portfólio, não vou entrar muito em detalhes, mas basicamente o que ele diz é que o único “almoço grátis” no mercado financeiro é a diversificação.

E por que isso? Por que fala-se tanto da diversificação de investimentos? Basicamente porque ela consegue aliar dois grandes objetivos. Normalmente a diversificação de investimentos fornece tanto uma redução de riscos para uma carteira de investimentos, quanto o aumento da rentabilidade. Esse segundo ponto, normalmente as pessoas não entendem como a diversificação consegue aumentar a rentabilidade de uma carteira no geral e a gente vai falar sobre isso.

Se preferir, ouça o Podcast

Se preferir, assista ao vídeo

Diversificação de Investimentos

Por exemplo, você nunca vai ter na sua carteira um investimento que vai ser o melhor todos os anos, eles variam, o melhor investimento é um ano, o outro melhor, outro ano. E você tendo uma carteira diversificada, ou seja, em diferentes classes de ativos, vou falar daqui a pouquinho como se pode fazer uma diversificação de investimentos, você consegue diminuir e mitigar esse risco de ficar muito tempo com um portfólio com determinado ativo, com determinado investimento, uma performance muito ruim.

Quer ver um exemplo disso? Uma diversificação impede que você tenha que vender investimentos extremamente vencedores.

A Amazon, por exemplo, uma das maiores empresas do mundo, uma das empresas que mais geraram valor e que mais gerou lucro para seus acionistas. Durante quatro vezes a Amazon caiu mais de 50% e em uma oportunidade ela caiu mais do 90%. Você aguentaria ficar com esse tipo de investimento no seu portfólio? Ou será que na primeira queda de 50 você não teria vendido esse investimento?

A Apple, um grande outro exemplo, por duas vezes ela já caiu mais de 50%, de novo, será que você investidor conseguiria manter esse tipo de investimento na sua carteira, com uma queda tão grande assim? E lembra, você pode estar pensando tá bom é a Apple, a Amazon e sabemos que são grandes empresas, mas na verdade, não. Quando uma empresa cai , 90% e isso pode acontecer, isso significa que todo o cenário está muito ruim ou completamente incerto e é por esse motivo que as pessoas acabam vendendo.

Benefícios da Diversificação de Investimentos

Ao ter uma carteira diversificada, um portfólio, você consegue minimizar essa oscilação na sua carteira e permanecer investindo no longo prazo, que realmente é isso que vai fazer diferença.

Então, aquela velha frase da nossa avó, de não colocar todos os ovos na mesma cesta, faz total sentido quando a gente está falando de diversificação. Você vai conseguir minimizar bastante, até porque se vocês estão pensando em entrar com investimento como um artifício de ficar rico rápido, esqueçam.

Aí você s vão ficar a vida inteira tentando achar um novo Bitcoin, nova MagaLu, a nova Tesla e isso implica em você saber o melhor momento de entrar e de sair ou ficar pesquisando uma empresa e não é assim que você vai conseguir fazer o principal de uma alocação que é a preservação de capital em muitos casos, mas uma construção de patrimônio ao longo do tempo.

Aumentar a Rentabilidade

Então, não colocar todos os ovos na mesma cesta, bacana. E o próximo passo, o próximo benefício? O próximo benefício diz que aumentar a rentabilidade e poucas pessoas entendem que a gente consegue aumentar a rentabilidade de uma carteira com menor risco, ou seja, com a diversificação de investimentos.

Como que a gente faz isso? Se vocês forem olhar na carteira de vocês, eu vou colocar um gráfico que permite que a gente faça o rebalanceamento da carteira. E o rebalanceamento de carteira é um dos motivos principais, é um dos maiores fatores de rentabilidade de uma carteira como eu já falei em outros artigos.

 

diversificação de investimentos

 

Então, na imagem vocês estão olhando essa “batalha naval”. O que é isso aí? Eu vou tentar explicar. Cada quadradinho desse, eu vou pegar o ano lá de 2006, então essa tabela vai desde 2006 a 2020, e a gente tem diversas classes de ativos.

São classes de ativos internacionais, então a gente tem os REITs que são similares aos fundos imobiliários aqui no Brasil, tem ações de países emergentes, de países envolvidos, têm Small Caps, tem empresas de capitalização maiores, onde está esse preto, primeiro em 2006, esse Asset Allocation, é uma carteira composta por todos esses ativos, temos também investimentos de renda fixa com risco um pouco maior, como se fosse crédito privado, temos dinheiro propriamente dito, renda fixa e Commodities.

E você pode ver no ano de 2006 que os melhores investimentos foram os REITs, que são similares aos fundos imobiliários, rendendo 35%. Mas olha o que aconteceu com o mesmo investimento lá em 2007. Ele foi o pior investimento.

Então se você é uma daquelas pessoas que investem olhando no passado, tentando acertar qual é a melhor classe de investimento, você cometeu um grande equívoco patrimonial aqui.

Se vocês forem olhar todos os anos, essas classes se alternam. Então, ao invés de tentar saber qual é o melhor investimento, será que não faz mais sentido montar uma carteira diversificada?

Reparem no Asset Allocation que é o quadrado cinza, ano após ano, ele nunca foi o melhor, mas nunca foi o pior. Na última coluna da direita, onde está escrito ANN é o retorno anual daquela classe. Se vocês olharem o Asset Allocation, ele está lá com quase 7%, 6.7% de rentabilidade no período e é um apanhado de diversas classes.

O que a gente faz e por que é tão bom a diversificação? Porque em um cenário onde você tem uma classe que performa melhor num ano e pode performar pior no outro ano, você consegue fazer o que a gente chama de rebalanceamento. E rebalanceando a carteira, você consegue minimizar o risco, diminuir a oscilação, que a gente chama no mercado de volatilidade.

Então, a última coluna da direita, você consegue ver que, apesar do Asset Allocation, que é essa carteira com diversas classes, ter performado de uma forma boa, você tem uma das menores oscilações, só perde para renda fixa e para dinheiro.

Então você consegue ver que, não só a rentabilidade é interessante, assim como a gente tem uma volatilidade, ou seja, quanto que chacoalha essa carteira, ela é muito melhor do que se a gente tivesse olhando somente uma classe de ativo. Lembrando que nesse período, a gente está falando de ativos internacionais, de 2006 a 2020, valorizou contra o real alguma coisa em torno de 150%, isso dá uma média de 6%, então essa alocação aí estratégica daria alguma coisa em torno de 12%, 13% ao ano, o que não é nada mal.

Diminuição da Volatilidade da Carteira

Outro grande objetivo, grande benefício da diversificação de investimentos, na minha opinião particular, um dos melhores benefícios que diversificação consegue proporcionar é o simples fato da diversificação promover a diminuição da volatilidade de uma carteira, ou seja, de quanto aquela carteira oscila.

Você deve estar pensando: nossa porque isso é interessante, por que isso faz aumentar a rentabilidade da carteira? Porque o investimento é muito mais psicológico do que técnico.

As pessoas que ganham dinheiro de fato investindo, têm muito mais habilidades interpessoais do que habilidades técnicas, é como você lida com as situações. Como você tem uma baixa volatilidade na sua carteira, implica em você se sentir mais confortável e menos afoito quando as coisas acontecem, por exemplo, uma queda drástica, generalizada no mercado, como foi o caso da crise do coronavírus onde, praticamente todo o mercado, praticamente todos os ativos, todos os investimentos do mundo, caíram de uma forma muito rápida e muito abrupta.

Quando você tem uma carteira diversificada, na época do coronavírus, você também vai ter uma redução patrimonial, uma perda patrimonial, uma oscilação negativa. Mas se você estiver diversificado, isso é muito menor. É aí que entra o grande benefício, isso proporciona para o investidor permanecer investindo. E, permanecer investindo, é uma das melhores estratégias para o resultado de uma carteira ao longo do tempo, junto com o rebalanceamento de carteira que eu acabei de falar.

Então, olha que interessante, um demonstrativo da importância de permanecer investindo:

 

diversificação de investimentos

 

Aqui a gente tem o retorno do S&P500, de 1999 a 2018. Então, aquelas pessoas que ficaram totalmente investidas, ou seja, tanto faz se o mercado está em alta, ou está em baixa, ou seja, o mercado caiu continua investindo, o mercado subiu, permanece investindo. Enfim, essas pessoas tiveram retorno próximo a 6%, mais exatamente 5,62%.

Mas olha que engraçado, aqueles investidores que perderam os dez melhores dias de retorno neste período, tiveram um resultado muito pior, mas muito pior mesmo. E olha o que acontece se perde 20 dias, o retorno vira negativo.

Você deve estar se perguntando: por que eu perderia os dez melhores dias, eu teria que ser muito azarado. Na verdade não, olha que interessante, 6 dos 10 melhores dias ocorreram dentro de duas semanas das 10 piores altas.

Olha o que aconteceu no Corona Crash, quando a gente teve o episódio do coronavírus. As maiores altas aconteceram logo depois das grandes quedas. Isso é muito comum e para piorar, a mídia, o tempo inteiro numa crise, bombardeia de informações como em chats como: “na crise será que é o momento de volta para a bolsa”, “será que é o momento de volta para a bolsa”, “será que é o momento de investir em ativos mais seguros”?

E as pessoas ficam confusas e acabam ficando com medo, saindo do mercado em um momento de incerteza e tentando voltar para o mercado quando as coisas estiverem melhores, só que, sabe o que acontece quando as coisas estão melhores? Os preços já refletiram nisso a muito tempo, então você provavelmente tá dentro do mercado quando ele cai e tá fora do mercado quando ele sobe, isso é muito ruim.

Voltando a falar da diversificação, ao diminuir a volatilidade, os investidores ficam com mais tranquilidade, com mais conforto, isso permite que eles permaneçam mais tempo investido, o que evita o Market Timing e proporciona uma das melhores estratégias para retorno da carteira no longo prazo.

Bom, já que nós sabemos que a diversificação importa, é muito importante para a carteira de investimentos, tanto para diminuir risco, quanto para aumentar retorno, como a gente faz isso? Quais são os tipos de diversificação e como se faz isso na prática?

Qualquer tipo de diversificação funciona? Não necessariamente, não é só você sair pulverizando um monte de ativos, um monte de investimentos e você vai ter todos esses benefícios. É importante saber como fazer uma diversificação.

Quer um exemplo de uma diversificação de investimentos, que é comum encontrar, principalmente nos brasileiros e que não funcionam tanto? Um brasileiro, que tem uma carteira de imóveis enorme e fala, eu estou diversificando, eu tenho imóveis residenciais, imóveis comerciais, galpões, realmente está diversificado, mas está tudo diversificado dentro da mesma classe de ativos, que é a classe de imóveis.

Então, apesar de ter uma boa diversificação, essa diversificação em termos de volatilidade, em termos de risco, você não atinge. Então existem outras maneiras de você fazer a diversificação. Quer ver um exemplo?

Uma maneira boa e os tipos de diversificação de investimentos: a primeira coisa é a gente pensar no macro, a gente chama isso de Asset Allocation, um nome bonito, mas só para a gente saber quanto de cada classe de ativo a gente precisa colocar.

O que é classe de ativo? Existem vários: imóveis, ações, renda fixa, alternativos, fundos multimercados, Private Equity, você tem diferentes tipos de classes para você colocar. Então a ideia de você montar um portfólio, uma carteira de investimentos, é legal você ter um pouco de imóveis, é legal você ter um pouco de fundos de ações, de ações, fundos imobiliários, REITs, Stocks, Private Equity, povoar sua carteira com diversas classes de ativos. Como a gente viu anteriormente, cada uma dessas classes de ativos em anos diferentes, vão se movimentar de forma diferente, você vai conseguir rebalancear essa carteira e você vai conseguir também diminuir a volatilidade.

Diversificar Geograficamente

Então, além de classes de ativos, o que é importante a gente fazer? Diversificar geograficamente. A gente já viu a importância de investimento offshore, você viu o quanto eu falo de investimentos offshore aqui no canal. Então é muito importante que o brasileiro tenha parte do seu patrimônio, em outra jurisdição, em outro mercado. Não adianta só você investir dentro do Brasil em ativos internacionais, mas é importante que você tenha seu patrimônio lá fora, então evite usar os instrumentos locais, como fundos locais ou os BDRs, que nada mais são do que lastros. É ruim? Não, não é ruim, mas existem maneiras melhores de fazer que é você mandar o dinheiro lá para fora e investir em outra jurisdição e ficar livre do risco político e econômico brasileiro.

Moeda Forte

Outra parte importante na diversificação é investir em moeda forte. Então, moedas fortes, nós estamos falando de dólar, euro, franco suisso, ter moedas fortes para que seu poder de compra no globo, no mundo, seja preservado.

Diversos Setores da Economia

Outro tipo de diversificação que você pode fazer, diversificação em diversos setores da economia. O Brasil por exemplo, é um país onde a bolsa de valores é muito focada no setor de Commodities e o setor de Commodities é um setor que é muito mais cíclico do que outros setores como, por exemplo, de energia, de Utilities nos Estados Unidos, então você consegue navegar, se você tiver uma carteira, simplesmente em um único setor, você está exposto a basicamente uma fonte de renda daquele setor e muito bem. Caso ele venha a ter um problema, ou caso ele vá muito bem, você vai ficar com uma exposição muito maior do que você pretende.

Então, o objetivo da diversificação é você ter essas diferenças. Muito bom quando você consegue uma diversificação que é descorrelacionada, ou seja, quando um tipo de investimento sobe, o outro não vai tão bem, e assim sucessivamente. Ter um tipo de investimento, diversificação que todos vão bem, ou que todos vão mal, não é isso que a gente procura.

Então, quando você tem uma diversificação, por exemplo, em ações americanas contra ações brasileiras, onde normalmente quando tem uma crise, o dólar se valoriza, aí já é interessante. Então esse tipo de diversificação é o que a gente procura.

Você deve estar se perguntando: você precisa da ajuda de um Family Office, de um Private Bank para conseguir fazer a sua diversificação? Não necessariamente.

Se o seu objetivo for simplesmente montar uma carteira bem diversificada, você consegue fazer isso muito bem, por exemplo, com os ETFs, que são, basicamente, uma maneira de você ter uma exposição genérica no mercado. Então como eu falei, nos Estados Unidos você tem lá 5 mil ETFs, aqui no Brasil tem alguns já, você consegue ter um ETF, por exemplo, que replica o mercado de ações, o mercado de fundos imobiliários, REITs lá fora, enfim, você tem uma maneira muito boa de conseguir fazer essa diversificação de investimentos lá fora.

Aqui no Brasil você consegue fazer a diversificação de investimentos  através dos fundos de investimentos, nos próprios fundos de investimentos, já tem uma grande diversificação lá dentro, você tem um gestor já olhando para diversas classes e dentro da classe de fundos de investimentos você tem fundo de renda fixa, fundo de ações, enfim, você consegue fazer essa diversificação aqui no Brasil sem necessidade de procurar um escritório para fazer isso para você.

Conclusão

Recapitulando um pouquinho o que a gente viu hoje:

A gente viu sobre a importância da diversificação de investimentos, que seria o único “almoço grátis” que a gente tem no mercado financeiro. Vimos alguns benefícios da diversificação de investimentos, tanto quanto diminuição de riscos e aumento de retorno, mostrei para vocês aquela tabela da “batalha naval”, mostrando um pouquinho que cada classe de ativo performa de maneira diferente, nunca vai ter uma carteira onde uma classe de ativo vai ser a melhor todos os anos, isso não acontece, então a gente consegue diminuir a volatilidade, permanecer investido e isso de fato vai fazer a gente ter resultado no nono tape e também permitir aquele rebalanceamento de portfólio.

Falei também sobre alguns tipos de diversificação, com qual tipo de diversificação que a gente busca, não é simplesmente pegar a carteira e sair pulverizando em diferentes classes de ativos, mas sim buscar ativos que são descorrelacionados entre si para poder aproveitar o melhor que a diversificação tem para oferecer.

Bom, ficamos aqui por hoje, eu queria saber um pouco mais se você gostou desse conteúdo e se você já diversifica a carteira desta maneira.

Leia também:

Offshore: Por quê não faz sentido investir só no Brasil?

Investimentos offshore no cenário atual

 

Fale Conosco

Compartilhe:

Publicado por

Walter Moreira Neto, CFP®

Graduado pela Macquarie University (Business) e Masters em International Business pelo International College of Management Sydney (ICMS), morou em Shanghai, China, onde concluiu sua tese "Real Estate in China" pela Fudan University.
Sócio-fundador do Overclub Family Office e Ryde Corretora de seguros, é Consultor de Valores Mobiliários autorizado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e Planejador Financeiro, CFP®️

Overclub Falily Office

Deixe um Comentário