Como investidores sem a inteligência de Isaac Newton conseguem resultados impressionantes

Postado em
Overclub Falily Office

Como investidores sem a inteligência de Isaac Newton conseguem resultados impressionantes?

Inteligência e conhecimento técnico são pré-requisitos para se tornar um ótimo investidor? Será que o investidor com mais capacidade técnica consegue obter um resultado melhor que investidores comuns? Hoje falaremos como investidores comuns conseguem obter resultados iguais ou melhores que investidores mais inteligentes ou até investidores institucionais.

O Warren Buffett, como já falei diversas vezes dele, é considerado por muitos investidores e pelo mercado financeiro em geral, como o maior investidor de todos os tempos. Não somente pela alta rentabilidade de mais de 20% ao ano, mas principalmente por ter conseguido esse tipo de retorno durante muito tempo, o que é o fato que o fez ser considerado um dos, ou o melhor investidor de todos os tempos.

A estratégia que ele segue é chamada de buy and hold, que consiste em comprar bons ativos a preços adequados e mantê-los durante muito tempo, para então conseguir auferir retornos expressivos. Então para que consigamos ser excelentes investidores basta seguir os passos do Warren Buffett e replicar a estratégia dele? Segundo Morgan Housel, o autor de Psicologia Financeira, talvez não.

Se preferir, assista ao vídeo

Relevância da sorte para os investidores

Quanto mais fora da curva forem os resultados, menor a possibilidade de que você consiga aplicar de forma prática na sua vida esses mesmos princípios para obter esses mesmos resultados, pois possivelmente maior é a chance de o excesso de retorno ter sido baseado em sorte ou em risco.

Não que se você aplicar, replicar ou tentar imitar ou seguir a metodologia de investimento do Warren Buffett você não consiga ter bons resultados, mas é pouco provável que você consiga ter os mesmos resultados, os mesmos níveis extrapolados que ele conseguiu.

Inclusive, Robert Shiller, vencedor do prêmio Nobel em 2013, ao ser perguntado sobre o que ele gostaria de saber sobre investimentos, que ele ainda não sabia, respondeu que gostaria de saber” qual o papel que a sorte desempenha em resultados bem-sucedidos”.

Imagine o seguinte exemplo: a pessoa que jogou na roleta russa e ganhou muito dinheiro. Será que podemos dizer que essa pessoa é um exímio apostador, que sabe vender na roleta russa? Ou a sorte foi preponderante para ela conseguir ter esse resultado? Ou a pessoa que joga na Mega sena e conseguiu ganhar… Será que essa pessoa realmente sabe, mesmo que ela escreva um livro sobre “como ganhar na Mega sena”, “como escolher os 6 números que mudarão a sua vida”, não interessa o que ela faça, provavelmente é a sorte que desempenhou esse resultado completamente fora da média.

Sorte ou excesso de risco?

Nos investimentos é muito similar essa história que acabei de contar. Muitos gurus de investimentos que tiveram alguns resultados bons em um curto espaço de tempo, ou fundos de investimentos que deram bons resultados também… Quanto será que esse resultado se deveu à sorte ou a um excesso de risco. É muito comum ver pessoas que tiveram resultados muito altos, mas não têm a menor ideia do que estão fazendo.

Por exemplo, quantas pessoas ganharam bastante dinheiro com criptomoedas e não tem ideia do que estão fazendo. Ou fundo de investimentos que ganharam muito dinheiro e contam uma parte da história, que é a do retorno. Poucas pessoas sabem sobre a dimensão do risco que o gestor tomou para chegar lá.

Quando você toma medidas muito fora da média, mais difícil é você conseguir aplicar e implementar essas estratégias no seu dia a dia. E, ao procurar padrões gerais de sucesso e fracasso, mais você se aproxima de ações que de fato você consegue colocar em prática.

Então é pouco provável que se você implementar a estratégia do Warren Buffett você vai conseguir ter os mesmos resultados que ele. Não que a estratégia dele seja ruim, muito pelo contrário, é excelente – Todas as pessoas que investem em renda variável recomendamos que sigam a estratégia dele – mas existem outros padrões muito mais fáceis de serem replicados nos quais você conseguiria bons retornos também.

Qual a estratégia para os investidores conseguirem bons resultados?

Bom, agora vou trazer duas histórias para mostrar que não necessariamente você precisa ser a pessoa mais inteligente do mundo para conseguir bons resultados. Todos conhecem Isaac Newton, provavelmente um dos maiores QIs que já habitaram a terra.

Ele era tão inteligente que durante a peste negra, morou durante um ano e meio na fazenda dele e inventou um novo cálculo, o cálculo diferencial, visto que queria desvendar o mistério da curva braquistócrona, mas basicamente a matemática existente naquela época não era suficiente para que ele conseguir provar o ponto dele, e ele conseguiu inventar o cálculo diferencial que solucionou esse problema.

Em 1720, ele investiu em ações, numa empresa chamada Southwest. Ele investiu e as ações da empresa subiram 100% na época. Ele pegou os 100%, vendeu e parou de investir. As ações continuaram subindo muito e ele se perguntou se era o momento de voltar a investir na empresa e acabou perdendo 3 milhões de dólares visto que as ações desabaram e ele as vendeu com um enorme prejuízo.

A outra história é de Ronald Read, que faleceu em 2014. Essa história é muito peculiar pois ele era faxineiro de uma loja de departamentos nos EUA, chamada JC Penney e quando ele faleceu teve uma fortuna avaliada em 8 milhões de dólares. Foram avaliar como uma pessoa que tem um salário tão modesto, menor que a média dos americanos conseguiu acumular uma fortuna e figurar na média dos americanos mais ricos.

A estratégia dele era de comprar boas ações a bons preços durante muito tempo, então ele comprava ações como JP Morgan, Colgate, American Express todos os meses durante muito tempo, ou seja, o que é mais fácil de replicar? Uma estratégia do Isaac Newton, onde você precisa ser muito inteligente para avaliar qual é a ação que vai mudar a sua vida – e até ele errou – ou replicar? E que o Ronald Read fez?

Aportes regulares e esperar o tempo fazer o papel dos juros compostos? Ou seja, investir é simples com uma estratégia como a do Ronald Read, mas não é uma tarefa fácil ter a inteligência emocional dele de fazer isso todos os meses.  Não podemos dizer que Ronald Read é mais inteligente que Isaac Newton, mas certamente sua inteligência emocional e sua estratégia foram mais bem sucedidas ao longo do tempo.

Tenha o controle da situação

O resumo do tema de hoje é: foque em estratégias que estão no seu controle e possam ser replicadas e implementadas. Estratégias como a do Isaac Newton de tentar saber qual o melhor investimento, talvez exija muito da sua inteligência, e como vimos, não é necessário ser superinteligente para conseguir ter resultados nos seus investimentos. Gostaria de saber de você, nos seus investimentos, a sua estratégia tem mais relação com acertar o melhor momento e a melhor ação, ou você segue estratégias mais fáceis de replicar, como a do Ronald Read que tinha paciência e disciplina jogando ao seu favor?

Leia também: Reforma Tributária: medidas imprescindíveis a se tomar caso seja aprovada

Siga nosso Instagram: @overclubfamilyoffice

Compartilhe:

Publicado por

Walter Moreira Neto, CFP®

Graduado pela Macquarie University (Business) e Masters em International Business pelo International College of Management Sydney (ICMS), morou em Shanghai, China, onde concluiu sua tese "Real Estate in China" pela Fudan University.
Sócio-fundador do Overclub Family Office e Ryde Corretora de seguros, é Consultor de Valores Mobiliários autorizado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e Planejador Financeiro, CFP®️

Overclub Falily Office

Deixe um Comentário