Family Office: como saber se preciso

Overclub Falily Office

Uma família precisa de um Family Office quando ela entende que não tem a expertise necessária para fazer a gestão de patrimônio.

E gestão de patrimônio não é só a gestão de recursos, mas é tudo o que envolve uma administração patrimonial.

Sou o Walter Moreira, fundador do Overclub Family Office, e o tema de hoje é falar um pouco sobre por que uma família pode precisar de um Family Office.

Se preferir, ouça o Podcast

Se preferir, assista ao vídeo

Manutenção do Poder de Compra

Além de gestão de patrimônio, o outro motivo é a preocupação de uma família com relação à manutenção do poder de compra desse patrimônio ao longo das gerações. Isso é muito mais comum do que famílias que procuram Family Office, por exemplo, com uma vontade enorme de duplicar, triplicar ou quadruplicar o patrimônio numa velocidade ou espaço muito curto de tempo.

Confidencialidade

Confidencialidade é um outro motivo pelo qual uma família procura um Multi Family Office. Ao invés de deixar diversas informações sobre o patrimônio espalhado em diversas instituições financeiras, é comum essas famílias concentrarem toda essa informação num Family Office que só pode divulgar essas informações mediante uma autorização expressa pelo cliente, e isso é protegido contratualmente, o que a gente chama de NDA, o Non-Disclosure Agreement.

Profissionalizar as Decisões Patrimoniais

Outro exemplo é quando a família quer facilitar e profissionalizar as decisões patrimoniais. Por exemplo, quando a família quer comprar um negócio, ou comprar um outro apartamento, vai ter uma mudança significativa, a primeira análise que um Family Office faz é qual o impacto que isso vai ter na renda daquela família? Depois olha por quê, para quê, você quer fazer essa tal coisa, e só por último você vai avaliar de fato o projeto, a segurança, a rentabilidade do projeto em si.

Vou dar um exemplo: vamos pegar o apartamento, imagine que uma família tem uma renda de 100 mil reais e ela decide que vai mudar de apartamento, comprar uma casa bem maior, e essa casa corresponde alguma coisa em torno de 30% do patrimônio dessa família.

Primeira coisa que a gente vai observar é: o impacto na renda. Vamos supor que essa família, ao invés de ter 100 mil com a compra e a diminuição do patrimônio que gera a renda, passe a ter uma renda de 70 mil. O para quê e o porquê, quem vai responder é a família. Realmente precisa? E só no final a gente vai entender a segurança, nesse caso o último ponto seria mais para falar sobre a aquisição de um negócio, mas a família no final terá que tomar uma decisão: manter a renda de 100 mil e viver no mesmo local ou prefere baixar essa renda para 70 mil e viver numa nova casa?

Economizar Tempo

Quase que uma consequência de facilitar essas decisões patrimoniais, muitos eventos que acontecem na vida de uma família que são novos e acontecem uma ou duas vezes, para o Multi Family Office eles são comuns.

Por exemplo, no Overclub temos hoje 23 famílias. O que acontece uma vez ou duas na vida de toda uma família (temos 23 casos que aconteceram), é muito comum os problemas serem praticamente os mesmos. Então a facilidade e a velocidade de tomar uma decisão acaba sendo muito mais rápida.

Life-Changing Moments

Life-Changing Moments é outro motivo que a gente entende que é bem comum as pessoas procurarem um Family Office.

Venda de empresa, separação, ausência do patriarca , mudança de domicílio fiscal, quando você tem um grande evento que muda bastante a vida, é bem comum precisar de mais informações e entender como é que você vai navegar daqui para a frente.

Por exemplo, se você tem uma ausência precoce de alguém, é importante você entender como é que você pode minimizar os riscos para que você consiga fazer a manutenção dessa qualidade de vida que você já tem.

Ou algum um outro evento, uma venda de uma empresa, por exemplo. Como é que muda a vida dessa família? O que essa família vai ter que fazer, daqui para frente, para começar a viver com uma nova realidade. Quanto que essa família pode com segurança aumentar o seu poder de compra, seu padrão de vida, sem prejudicar e dilapidar esse patrimônio.

Transparência e Isenção de Conflito de Interesse

Esse é um tema importante e até farei um vídeo depois para falar mais sobre esse tópico. Mas é muito diferente entre uma venda de um instrumento financeiro e uma compra de um instrumento financeiro.

Enquanto o primeiro tenta encaixar um produto no cliente, o outro, ou a compra de um instrumento financeiro, vai além, ele tenta entender quais são as soluções que fazem sentido com o planejamento patrimonial dessa família.

E isenção de conflito por que em um Family Office quem remunera é a própria família, independente de rebates ou comissões do produto A ou do produto B que possa ser maior, o que traz um alinhamento de interesses com os objetivos daquela família.

Famílias que Possuem Temas Peculiares

Famílias que possuem temas peculiares ou que necessitem de coordenação com advogados, contadores, corretores de seguro, com agentes financeiros, enfim. Ou famílias que têm uma estrutura muito sofisticada como Holding, Trust, empresas Offshore, fundos exclusivos.

Não existe só uma solução boa, o que importa, de fato, é como as soluções interligadas funcionam em conjunto.

Por exemplo, normalmente como é que as pessoas tomam uma decisão? Elas precisam de um advogado, pegam uma recomendação, vão neste advogado e executam uma boa estratégia, elaboram uma boa estratégia e executam. No contador, no corretor de seguros, e acaba que o patrimônio dessa família fica com soluções independentes boas, mas que não necessariamente em conjunto funcionam bem.

Eu costumo fazer uma analogia que um Multi Family Office é muito similar a um clínico geral, é aquela estrutura onde vai conciliar o seu advogado, com contador, com todas as pessoas dos escritórios que fazem parte dessa decisão ou dessa solução patrimonial , para que em conjunto tenha uma boa solução.

É muito comum a gente receber aqui no Family Office famílias que tenham estratégias muito elaboradas, às vezes até sofisticadas, custosas e bem pesadas, que não necessariamente funcionam.

Por exemplo, uma holding patrimonial é muito interessante fiscalmente para você pagar menos aluguel. Normalmente, na grande maioria dos casos, vale a pena para quem já tem um patrimônio imobilizado e recebe aluguéis, fazer através de uma holding imobilizada para economizar com imposto.

Mas não funciona tão bem assim para as questões financeiras. Então, talvez um advogado possa ter feito uma ótima solução para os aluguéis, mas a família decidiu colocar junto a parte financeira, existem outras soluções para fazer isso. Inclusive hoje é discutido o aumento de tributação, uma mudança, uma reforma tributária, e possivelmente haverá uma tributação de dividendos.

Aliás, hoje o Brasil e a Estônia não tributam dividendos, todos os países do mundo tributam, o que vai deixar até as holdings imobiliárias ineficientes para esse tipo, então o trabalho de um Family Office é exatamente monitorar, para que caso não seja mais eficiente esse tipo de estrutura, auxiliar a família o que existe e o que é necessário que essa família faça para que, em conjunto com as outras soluções que ela tem, ela consiga ter uma eficiência e uma gestão mais harmoniosa do seu patrimônio.

Famílias com Grande Diversidade de Ativos

Famílias com grande diversidade de ativos é importante que consigam consolidar em um único relatório diversas posições, seja ela aqui no Brasil, seja ela offshore, seja posição imobilizada dessa família, negócios, tudo junto em um único relatório para acompanhar e gerenciar a evolução e mensurar se faz sentido e se aquela alocação está colaborando com os objetivos daquela família a longo prazo.

Lifestyle Management

Outro motivo mais recente é o Lifestyle Management. Nós percebemos que tem diversas famílias que não vivem, mesmo com um elevado patrimônio, 10% do que poderiam basicamente por dois motivos:

1 – Não saber se o patrimônio comporta determinado estilo de vida. Temos alguns casos aqui no escritório, por exemplo, uma família que vendeu a empresa, entrou uma quantidade substancial de valor agregado no patrimônio de uma só vez, e essa família acabou reduzindo o estilo de vida. Por quê isso aconteceu? Eles não tinham claro que, com esse novo aporte financeiro que elevou substancialmente seu patrimônio, eles podiam, na verdade, aumentar o padrão de vida e não diminuir.

Então foi um trabalho que tivemos que fazer exatamente para mostrar que eles podiam gastar mais porque o patrimônio estava preservado.

Outras famílias sequer sabem do que gostam, ou vão descobrir mais tarde na vida. É aí que entra um pouquinho a parte do concierge pelo qual a gente montou, pois as pessoas se preocupam muito com o futuro de deixam de se preocupar com o agora, viver agora.

Golfe

Então nós temos casos de alguns clientes que descobriram outro esporte aos 50 anos, no caso foi golfe, pessoas que gostavam de colecionar carros antigos, ter uma casa no interior para passar com a família, conhecer países exóticos, tiveram algumas situações emblemáticas que podemos falar.

Então, para preservar o agora, para ajudar essas famílias a viverem o agora nós criamos esse concierge. É mais comum em países desenvolvidos, mas está surgindo mais aqui no Brasil também e tem basicamente três elementos:

  1. descobrir, entender o prazer e objetivo daquela família;
  2. entender a viabilidade, qual é o impacto;
  3. de fato entregar, facilitar essa experiência ou esse produto para aquela família.

Apesar de terem diversos motivos pelo qual uma família pode precisar de um Family Office, eu recomendo que você preste bastante atenção no valor que você tem de patrimônio para contratar esse tipo de serviço.

Por quê eu digo isso? Como a abrangência do serviço é alta e o custo fixo obviamente é alto, famílias que têm patrimônio abaixo de 5 milhões podem ter um custo muito elevado para ter essa estrutura trabalhando a seu lado.

Aliás, um bom Family Office, deveria recusar famílias com patrimônio abaixo de 5 milhões para que o custo não fique muito alto e comprometa todas a soluções que este escritório vai gerar de valor agregado para a família. Então, se preocupe com isso também.

 

Espero que vocês tenham gostado do conteúdo. Se tiverem algum tema, alguma sugestão deixem aqui no comentário abaixo e quem sabe pode virar um vídeo também! Se puder, se inscreva no canal do Youtube para assistir outros vídeos sobre esse e outros assuntos.

 

 

Compartilhe:

Publicado por

Walter Moreira Neto, CFP®

Graduado pela Macquarie University (Business) e Masters em International Business pelo International College of Management Sydney (ICMS), morou em Shanghai, China, onde concluiu sua tese "Real Estate in China" pela Fudan University.
Sócio-fundador do Overclub Family Office e Ryde Corretora de seguros, é Consultor de Valores Mobiliários autorizado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e Planejador Financeiro, CFP®️

Overclub Falily Office

Deixe um Comentário